4.3.09

A gelatina na berlinda


Atenção mamães neuras e naturebas com muito orgulho: o Proteste analisou 11 marcas de gelatina e os resultados, assim como no teste dos cereais matinais, desapontam. Muito corante, açúcar, adoçantes e química. Resumindo, aquela sobremesinha leve e tranqüila, não é tão leve nem tranqüila assim. Uma das constatações é que os fabricantes estão adicionando adoçantes artificiais na linha infantil e não avisam claramente no rótulo.

Eu mesma já caí no conto do adoçante artificial. Comprei gelatina Frutop achando que era uma gelatina infantil comum. Na embalagem, um selinho indica "Nova fórmula. Mais sabor, menos açúcar. Doçura equilibrada". O que eu entendi? Que tinha menos açúcar na fórmula, o que é ótimo. Em casa, fui ler os ingredientes e constatei o tal "equilíbrio" era obtido através de uma adição de aspartame, sacarina, ciclamato e acessulfame (sabe lá o que é isso)! Fiquei muito aborrecida pois, como consumidora, aprendi que produtos que contém adoçantes artificiais indicam isso claramente na embalagem através do rótulo "diet" ou "light". "Doçura equilibrada" é uma novidade.

Hoje leio todos os ingredientes antes de comprar e descobri que outros fabricantes de gelatina estão fazendo o mesmo e ninguém tá deixando claro no rótulo. Os supermercados também ignoram o fato e vendem tais gelatinas no setor de produtos convencionais e não na gôndola de produtos light e diet.

Uma novidade no setor é a "Minha Gelatina", da Oetker. Sinceramente, não sei se o produto é tudo o que o fabricante diz (ultimamente, só confio no que sai da minha cozinha), mas PARECE - de novo - PARECE que é uma gelatina mais saudável, com corantes naturais, polpa de frutas e nada de adoçantes artificiais. Se quiser saber mais clique aqui.

Para ler a matéria do Proteste sobre gelatinas clique aqui ou leia matéria no site da revista Crescer.

8 comentários:

Vanessa disse...

Recebi por email a notícia , é realmente desolador. E a gente sofre tentando ler os rótulos enganosos.

Taís, para repassar o meme e pegar o selo, copie as regras e a imagem e poste qdo achar mais conveniente. Escolha tb 7 pessoas para repassar a brincadeira. Abração

Anônimo disse...

Fazer compras é sempre muito difícil pois temos que ler tudo com calma e as letras estão cada vez menores e o nosso tempo também... Já escutei de uma amiga que o pediatra dos filhos receitou gelatina para os filhos dela por ter muito colágeno, eu sempre achei aquilo uma mistureba gostosa e galdinha de corantes. Infelizmente para termos certeza do que os filhos comem só fazendo a geléia de mocotó da vovó ou na melhor das hipóteses se fidelizar aos bons fornecedores e suas marcas.
Qualquer coisa eu tenho a receita da geléia de mocotó.
beijos Dri.

Taís Vinha disse...

Dri, mande a receita. Vamos publicar. Bjs

Renata disse...

Olha, Tais, eu acho que sou meio neurotica, viu? Aqui em casa nunca entrou gelatina assim, nem danoninho nem qq iogurte de morango, por conta do corante. Já briguei com minha sogra pq uma vez ela deu um pirulito enoooorme pra minha filha, corante e açúcar puro. Já comprei um pirulito sem corante ño WHole Foods nos Estados Unidos, mas não adiantou muito, infelizmente.
A gelatinha da Pipoca é agar-agar com suco de uva organico, adoçado com açúcar cristal. Ela não aceitou bem o mascavo nem o demerara, e por mais que tome cuidado com a alimentação dela não posso ser hipocrita. Se eu como açúcar, como não deixá-la, mesmos abendo do mal que faz? Então ela come chocolate e sorvete, mas com parcimonia...
pra fechar meu comentario, vou repetir o que minha nutriciosista disse uma vez: a industria de alimentos para crianças é cri-mi-no-sa. Pq corantes são altamente cancerigenos, mas a cor tem um appeal muito grande para os pequenos. E aliado a isso, a falta de regulamentação da propaganda para crianças no Brasil. Outro dia, na casa da minha mãe, ela viu na tv a propganda de um danoninho picole, e pediu. Eu disse que só podia se não fosse de morango, ela foi ao mercado com a minha mãe procurar e voltou sem nada, pq só tinha de morango. Ficou chateada, mas qdo chegou em casa falou pra mim:
- mamãe, qdo a gente encontrar sem morango vc compra?
É de cortar o coração. Por isso evito tv em casa tb, ela assiste só dvd. não dá pra evitar é na casa dos avós, mas tb não posso pretege-la de tudo, né?
Beijo
Renata

Taís Vinha disse...

Renata, eu estou impressionada com sua determinação. Meu sonho era evitar tudo o que vc consegue evitar: comida trash, corantes, televisão, mas minha realidade é outra. Meus filhos comem de tudo, pois minha família é muito grande e o controle é praticamente impossível. Quando o meu filho mais velho era ainda bebê, resolvi que não iria brigar com os avós por conta de regras violadas. Percebi que o estrago emocional era maior que o alimentar. E eu acho que tem que liberar de vez em quando para não gerar muita ansiedade. Então em festinhas, passeios e casa dos outros eu desencano.

Agora, em casa procuro evitar a tranqueirada. Não compro quase nenhuma porcaria industrializada, evito doces, guloseimas e refrigerantes e procuro fazer tudo caseiro. Mas sem radicalismos. Portanto, sou uma semi-neurótica.

Agora, me interessou muito a gelatina de agar agar. Vc pode passar a receita e a gente publica? Nunca tinha ouvido falar de gelatina caseira. Ah, e experimente o açúcar cristal orgânico. Muito bom e a criançada aceita bem. Aqui estamos consumindo o demerara orgânico. Ninguém notou a diferença com o cristal tradicional.

Um beijão!

Silvia disse...

Taís, eu acho que essa gelatina de ágar-ágar é aquela que vende em lojas de produtos naturais. Aí você junta o suco que quiser e faz a gelatina.

A Pat Feldman, do Crianças na Cozinha, falou ontem sobre isso, fazendo referência a uma matéria em que dá a receita da gelatina caseira:

http://pat.feldman.com.br/?p=5101

Renata disse...

Taís, sou meio neurótica, mas não radical, viu? Chocolate e sorvete, como falei, estão no cardapio em casa. Até pq eu tb adoro. Mas como disse, com moderação, o que não é dificil pois minha filha é um passarinho, costumo brincar que ela cisca bem. Hoje ela come bem, mas deu muito trabalho e come pouco. Duas mamadeiras de 300ml por dia são sonho lá em casa, não rola de jeito nenhum, e olha que ela gosta do leite (só com nescau). Ela tem várias Barbies, várias mesmo e não me deixa dar nehuma, só dei uma vez uma que ela ganhou num aniversário, e sem ela saber. E brinca no computador na casa dos meus pais, eles apresentaram a ela, mas nada pude fazer. Taí, e tive que aprender a lidar com os avós que fazem a vontade e não respeitam nossas regras, as criticas da familia e a ouvir calada comentários como "tadinha, vc não deixa ela comer um pirulito?", enfim...aprendi dando cabeçada, mas aprendi e hoje levo tudo mais na esportiva.
Mas com corante sou radical sim. Faz muito mal, ao mesmo tempo que tem um appeal covarde. E consequentemente tv. A gente passa dias sem assistir qdo estamos sós em casa, e ela tem uma bela dvdteca pra qdo pede pra assistir alguma coisa. Acho que além de não ser legal criança ficar muito tempo na frente da tv, tenho horror das propagandas. Nisso sou radical tb. E tem outras coisinhas que ela nem sabe que existem tb, como McDonald´s - ela até tem um Shrek, um panda e um pinguim de madagascar que meu irmão e meu marido já compraram lá, mas ela nunca pisou numa lanchonete, eu tb não como nada de lá. Coca-cola tb nunca experimentou, a gente não toma em casa, então se ela já viu alguem tomando tb não se interessou. Pequenos detalhes que, acredito, fazem a diferença...
A receita da gelatina é fácil: despejar o conteúdo do envelope em meio litro de água fervendo, depois misturar meio litro do suco que quiser, e açícar a gosto. Na embalagem da gelatina vc pode confirmar isso. Só que tem um detalhe: eu sempre coloco pelo menos mais meio litro de suco ou suco+ água, às vezes até mais, pra gelatinha ficar numa consist~encia melhor. Caso contrário fica muito dura pras crianças. Em resumo, se pra cada envelope a receita manda colocar 1 litro de liquido, eu coloco pelo menos 1 litro e meio. Vai meio no olho, é preciso testar.
A gelatina é figurinha fácil em qq loja de produtos naturais. Minha mãe usa tb gelatinha sem sabor, em folha, mas acho a agar-agar melhor.
Beijo
Renata

flavia disse...

Adorei o blog! Muito bom encontrar opiniões parecidas com a minha. Meu filho não comeu nada com açucar até os dois anos, e muita gente achava absurdo. Cheguei a ouvir da minha sogra que eu era a pior mãe do mundo por não ter dado sorvete para ele, que via a gente comendo e nunca se interessou...até provar. Quanto à gelatina, até hoje dou a sem sabor com suco de frutas, e agora quando vai à festinhas já pode comer algumas besteiras. Felizmente meus pais respeitam minhas decisões e na escola onde ele estuda eu sou nutricionista e muita coisa não entra, inclusive dios dias na semana o lanche só pode ser fruta. Beijos.