Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Professor bom é sorte?

Imagem
Atravessamos momentos doloridos neste segundo semestre.
Entre eles, uma perda de um ente muito, muito amado.
Por conta da doença que o levou, precisei me afastar de casa por alguns meses, deixando para trás filhos e marido.
A equipe era unida. Ficaram todos bem. Bom saber que mãe faz menos falta do que supomos.
Mas na escola os efeitos da confusão familiar surgiram. Cada filho extravasando da sua maneira a dor.
A professora de um deles me encontrou num final de semana em que pude vir para casa:
"Eu soube o que está havendo na vida de vocês. Sinto muito. Me avise se puder ajudar com algo."
"Meu filho te contou?"
"Ele não disse nada. Mas percebi que havia algo diferente. Pequenos sinais. A mochila estava vindo incompleta, ele deixou de fazer algumas tarefas, ficou meio avoado na sala. Nada muito sério, não se preocupe. Mas achei melhor conversar com ele para ver se algo estava acontecendo e ele me contou. Foi assim que fiquei sabendo sobre a doença do avô e seu…