28.8.09

"Mãe, por que eu tenho que desligar?"


Para os pais interessados em uma abordagem criativa e muito inteligente do problema da "geração monitor", sugiro uma sessão em família do filme Wall-e (já saiu em DVD).

Wall-e é um filme infantil diferente. Não tem muita ação, nem diálogos. Mas é lindo, comovente e absurdamente atual. Imperdível para quem quer discutir com crianças (e adultos) questões sobre sustentabilidade, consumo excessivo e qualidade de vida.

A história se passa no futuro, com a humanidade vivendo fora da Terra porque o planeta está tomado pelo lixo. Nos transatlânticos interestelares, seres humanos obesos e quase sem musculatura, passam o tempo todo sentados diante de um monitor. Conversam muito, mas sempre com a tela. Nunca ao vivo. Ninguém olha para o lado, para fora ou para o outro. Ninguém percebe o céu, as estrelas ou mesmo a maravilhosa piscina da nave espacial. Todos vivem conectadíssimos e, ao mesmo tempo, alheios a tudo. Inclusive a si próprios.

Parece deprê, mas todos estão muito confortáveis com esta situação. Nenhum humano se dá conta de que as coisas poderiam ser diferentes.

A alimentação é um assunto a parte. Todos comem comida industrializada que são servidas por robôs e consumida, é claro, na frente do monitor.

Como vêem, é um filme feito sob encomenda para nós, mães neuras e naturebas com muito orgulho.

Boa pipoca, bom final de semana e com licença que vou entrar no módulo "ofilaine" até segunda-feira!

5 comentários:

Paula ZZT disse...

Nem li ainda, e tô na correria, mas passei para te desejar um ótimo final de semana.
Bjoks
Paula

Pérola disse...

Taís,
Esse filme é incrível para assistir em família. Já assistimos aqui e rende boas reflexões!
Beijos e bom fim [off] de semana!

Camila disse...

Esse filme é genial!

Hegli disse...

Como educadora ambiental, uso esse filme para falar que a quantidade de lixo que fabricamos logo não vai caber no planeta, nem enterrado,nem empilhado, nem queimado. Para falar com as crianças é uma otima ferramenta pq é bemmmm didático. Boa dica! Bjus

silkelita disse...

Ainda bem que é um filme de ficção, né? Qualquer semelhança é uma mera coincidência...
bjs
VovóMadô