6.10.09

Essa escola existe.


Ontem visitei uma escola diferente.
Onde as crianças estudam a luz e aprendem a acender as estrelas.

Ontem, descobri que é o Sol o ratinho que come a Lua.
E que, para virarmos super-heróis, só precisamos ser humanos.

Ontem, meninos me mostraram retratos urbanos escondidos
na pobreza das favelas e nos muros do condomínio.

Vi crianças correrem atrás de foguetes, como se estes fossem balões.
E observei um carro que não solta fumaça para rodar pelo chão.

Nesta escola, canos tocam música e o piso é macio,
sente-se o doce da musse e o perfume do alecrim.

Ontem, perdi 50kg com o verdadeiro regime da lua.
Plantei margaridas e aprendi que não é no supermercado que brota a vida.

Ontem, uma minicidade me transformou em gigante voyer.
E vi um prédio de palitos começar a se erguer.

Enxerguei coisas do tempo da vovó. Do meu tempo e do que virá.
E me emocionei muito com o que vi.

Ontem, visitei uma escola diferente.
Que não tem professores, apenas sonhadores.

E saí de lá, como a maioria dos seus alunos.
Feliz.

10 comentários:

Paloma, a mãe disse...

Que lindo, é importante acreditar que, sim, que esta escoal existe!

Cynthia Santos disse...

thaís, me veio na cabeça na hora a Escolinha do Sid, o Cientista (http://www.discoverykidsbrasil.com/personagens/sid/info/). Conhece?
Eu iniciei minha vida escolar numa escola maravilhosa, em Uberaba, o Colégio Oswaldo Cruz. Seu texto me lembrou de lá...tenho lembranças maravilhosas desses tempos!

Nanda disse...

Eu acredito que existe, mas enquanto não a encontro, vou fingindo que essa escola é aqui em casa! Beijos, adoro o blog!

Taís Vinha disse...

Oi meninas, escrevi este texto inspirada na Feira do Conhecimento da escola dos meus filhos. Foi uma exposição realmente inspiradora, com muita experiência e experimentações. Achei que eles estão fazendo um trabalho muito bom de estimular as sensações entre os pequenos e as reflexões entre os maiores. Foi uma exposição que não foi montada "para adulto ver" e, por isso, tinha cara e jeito de criança. Saí de lá emocionada, com o carinho e o empenho de todos que participaram, alunos e educadores, e o texto brotou. Tudo o que escrevi eu juro que vi!

Eu costumo pegar pesado com escolas. Mas preciso reconhecer um bom trabalho. E nesta Feira, eu vi um. Bjs!

Paula ZZT disse...

ahhh, que delicia. qual é escola dos seus filhos mesmo?
TaVi, te mandei o email com meus contatos? Eu tô tão avoada esses dias que nào me lembro...

Bjoks
Paula

Silvia disse...

Gente, e eu assino embaixo, porque eu vi também. Uma escola verdadeiramente preocupada com o futuro das crianças, em ensinar usando a linguagem deles.

Mas só a Taís mesmo pra descrever esse trabalho de uma forma tão poética.

Lindo. :-)

Hegli disse...

Que delícia de texto, que delícia de escola, parece alguma coisa como brigadeiro de panela, ou sorvete de baunilha com cobertura de chocolate quente, ou torta de nozes... hum.
Pena que tudo isso para mim é sonho: não tem uma escola dessas aqui e estou numa dieta severa abolindo os doces... rs.
Bjus

Taís Vinha disse...

Oi Paula, eles estudam na Moppe, em SJC. É uma escola que tem um grande diferencial: eles não se acomodam. Há muito ainda a ser feito, mas eles estão sempre pesquisando, tentando novas abordagens, encarando novos desafios. E, acho que exatamente por isso, a escola vai se transformando, ficando cada vez mais bacana.

Silvia, que bom seu comentário. Meter o pau em escola é fácil, mas quando a gente elogia, sempre pinta um pra dizer "ah, mas não é bem assim..." Pois a Feira do Conhecimento foi bem assim. E taí a minha parrrrrrrrrceira ponta firrrrrrrrme (ela é carioca) que não me deixa mentir.

Hegli, volta a comer um tico de doces, mulher! Teu texto me deu até larica! hahahahahahahaha.

Bjs!

Simoninha disse...

Taís, elogios são sempre bem vindos.... mas vindos de você nos deixam ainda mais empolgados!!!
Quando li seu texto fiquei sinceramente emocionada, a Moppe é um organismo vivo e por isso em constante mudança e nosso impulso é a crença de que somos anjos de uma asa só e vamos nos juntando para juntos voar em planos mais altos....
Obrigada pelo seu olhar!
Com carinho, Simoninha

Jaqueline disse...

Taís, simplesmente adorei, concordo com vc, mas eu não saberia usar tão bem as palavras como vc as usou. Arrumou mais uma fã..
bjão

Jaque