25.9.08

Meu ouvido não é penico!


Já que está na moda, eu também vou lançar uma campanha. Chama-se "Meu ouvido não é penico!" O motivo é nobre e tenho certeza que contarei com sua ilustre adesão. Não aguento mais político falando asneira em horário eleitoral. Tomam um tempo precioso da nossa novelinha nos obrigando a ouvir um monte de contos da carochinha, que sabemos, não serão colocados em prática nem se eles tivessem 20 anos de mandato. Que dirá em 4.

Acompanhe o raciocínio da campanha: quando se trata de um produto, a publicidade é considerada documento e - tudo o que é prometido em anúncios - precisa ser cumprido. Se o produto não entregar o que promete na propaganda viola as leis do consumidor e pode até ser tirado do mercado, dentre outras sanções.

A campanha "Meu ouvido não é penico" quer que se aplique o mesmo raciocínio da propaganda de produto na propaganda eleitoral. Prometeu, tem que cumprir. Afinal de contas eles não estão querendo nos convencer a "comprar" um político ou um partido? Portanto, se diz que vai criar escola tempo integral para todas as crianças, tem que cumprir. Se diz que vai legalizar bairros que são clandestinos desde o descobrimento do Brasil, tem que cumprir. Se diz que vai dar remédios, metrô de superfície, gnomos da boa sorte para todas as famílias, tem que cumprir. 

A campanha quer que se aprove uma "Lei de Responsabilidade Verbal". Isto é, se prometeu na campanha e depois de eleito não cumpriu, na próxima eleição, o candidato ou o partido terá que usar parte do tempo disponível no horário eleitoral para mostrar ao eleitor todas as promessas não entregues. É uma sanção justa e faria com que os nobres candidatos pensassem melhor antes de falar asneira. Já pensou, metade do tempo do horário eleitoral dedicado a mostrar o que ele não fez na gestão passada? É a vingança do eleitor. Uma proteção que deveríamos ter por lei! 

Passe para a frente a campanha "Meu ouvido não é penico" e vamos mostrar pra essa turma que o horário eleitoral deveria ser usado com sabedoria e respeito. Ninguém pode entrar na nossa casa e ofender nossa inteligência impunemente. Vamos defender o nosso direito de "comprar" um político e receber exatamente o que foi prometido na propaganda. Entre para esta luta! 

Lei de Responsabilidade Verbal já!

3 comentários:

Ecletica disse...

Olha, adorei esta sua campanha. Será que há alguma maneira de trazer isto para o mundo real? Será que tem como movimentar alguma coisa para trazxer esta excelente idéia para as ruas? Eu gostaria muito de participar de alguma forma.
MPolten(Eclética.1@)

Anônimo disse...

Vamos lá: mande fazer os adesivos que ajudo a pagar. Precisamos de um site com campo para e-mail para enviarmos para os excelentíssimos entupindo a caixa postal dos dito cujos.
Vou fazer também uma plaquinha com esses dizeres e utilizá-lo em outras situações tais como: fofocas, perguntas ou comentários infelizes, etc.
adorei a nova "campanha".
bjs
telma

Tais disse...

Eclética e Teté, obrigada pelos comentários. Estou inscrevendo esta idéia no Google 10100 (acabo de publicar um texto sobre isso). Quem sabe conseguimos levá-la adiante? Bjs