30.5.14

A escola humanizada precisa existir.





A escola humanizada precisa existir.

Agora que a escola com tecnologia começa a existir, fica a pergunta:

Quando os prefeitos e governadores vão investir na escola humanizada?

Uma escola onde o respeito mútuo é a base das relações.

Onde os alunos se sintam acolhidos, valorizados e queridos. E os mais vulneráveis se sintam seguros.

Uma escola que defenda valores humanos, não apenas nos murais, mas no dia-a-dia, exemplificando na prática e na postura dos educadores, o que é ou não aceitável numa sociedade verdadeiramente humana e justa.

Quando teremos escolas com prédios felizes? Espaços alegres e aconchegantes, como devem ser os locais onde se promove o saber. Locais tão queridos que as comunidades se apropriam, sentem-se parte e zelam por eles. E não lugares sombrios, com aparência de delegacias cinzentas, cheias de grades e cadeados, de onde a única coisa que se quer é fugir.

Então, senhores governantes, quando virá a escola feita para promover o ser humano e não apenas o ser português, o ser matemática, o ser geografia?

A escola que sabe que conversar é parte do aprendizado e que uma sala de aula sempre quietinha é uma sala apática e submissa.

A escola aberta aos conflitos, pois eles fazem parte da vida e só se aprende a lidar com eles, vivendo-os na prática.

A escola que encara os problemas de frente e identifica-os como seus, sem procurar transmiti-los para fora dos muros ou para as famílias.

Que reconhece a sociedade onde está inserida e convive com ela, sem lavar as mãos diante dos desafios e sim, aceitando-os e atuando para transformá-los.

A escola que só faz regras justas e necessárias, sem proibições autoritárias cujo único objetivo é controlar e não educar.

Quando teremos uma escola que vê os alunos como educandos, e não como problemas?

Que ensina a resolução não violenta dos conflitos. E, assim, promove a cultura da paz.

Que ensina a conviver com a diferença. 

A escutar.

A debater.

A olhar para o outro.

A praticar a cidadania.

A escola que se importa e, por se importar, promove a verdadeira transformação na vida das pessoas e na nossa sociedade.

E aí, prefeitos e governadores…quando?



2 comentários:

Giovani Bade disse...

Bom dia!!! Me permita perguntar quem e responsável por este blog? Qual a formação desta pessoas ou destas pessoas? Agradeço se me retornar.

Mari PAV disse...

A escola que ensina, sente, promove e desperta a empatia.

Abracos,
Marianna