28.8.13

Mercado Negro




Mercado Negro


O menino, de dez anos, sai da escola excitado.

"Mãe, hoje vendi quatro cartelas de chiclete pros meus amigos! Comprei por um real na padoca e vendi por dois reais. Lucrei quatro reais, mãe!"

"Ué, mas não tem uma regra que não pode vender coisas na sua escola?"

"Mercado negro, mãe. Mercado negro!"

Sem saber como reagir, a mãe decide dar corda para entender melhor a situação.

"E ninguém dedurou você?"

"Só vendo pros bico fechados. Os X9 da sala estão fora do negócio! Sabe a Fulana e o Sicrano, aqueles que contam tudo pra professora?..."

"Sei..."

"...então, combinamos de ninguém deixar eles saberem."

"Caraca! To impressionada com essa história! Então, deu tudo certo?"

"Deu...só tive problema com a Beltrana."

A mãe logo pensa que filha de peixe, peixinho é. A mãe da menina, sua amiga, é uma grande ativista anticonsumismo infantil, batalhadora da alimentação saudável na cantina, defensora da ética e abominava a venda de doces na escola.

"Com a Beltrana! É mesmo? Aposto que ela tentou te convencer a parar com as vendas, né?"

"Não, mãe! Ela ameaçou me caguetar se eu não desse quatro chicletes de graça para ela."

"Jura?! Você está falando sério?! E o que você fez?"

"Dei o que ela pediu! Quatro chicletes de graça. E ela jurou que além de guardar segredo, vai me ajudar a vender entre as meninas."

A mãe não sabia se gargalhava ou chorava. Por hora, achou melhor aumentar o volume do rádio. À tarde ligaria pra amiga. Ou isso será que isso é coisa de X9?

Já não sabia mais nada.



4 comentários:

Ana Cláudia disse...

#medo kkkkkkkkkkkkkkk

Cris disse...

Tem cenas dos próximos capítulos? Também ri e chorei, e secretamente desejei que não aconteça com meus filhos =)

César Pileggi disse...

Fala pra o filho que a Beltrana apenas pediu comissão e que jurar não garante nada.
Diga que ela tem direito a um chiclete por cartela que ela vender.

Silvia D. Schiros disse...

E aí, acabou ou não acabou o tráfico? Não tenho informações relevantes porque não posso revelar fontes. ;-)