9.5.12

Meu filho come com as mãos.


Meu filho come com as mãos.


Meu filho adora botar os dedinhos na comida. Catar os grãozinhos de arroz, os pedacinhos de bife, as florzinhas de couve-flor, a poeirinha da farofa.



Já tentei fazê-lo usar os talheres, mas vi que ele não sentia tanto prazer e nem comia tão bem como quando se alimentava com as mãos.



Decidi então jogar fora o manual da mãe aplicada e deixei-o seguir comendo no módulo um, dois, três indiozinhos.



Mais tarde descobri que uma das maiores especialistas em desvio alimentar infantil, a Dra. Gill Harris, recomenda deixar que os pequenos comam com as mãos desde o primeiro momento em que se introduz os alimentos, para que sintam a textura, a temperatura, se dessensibilizem e percam o medo dos alimentos.



Os talheres estão sempre ali pertinho sobre a mesa. Mas é com os dedinhos que ele vai esvaziando o prato e enchendo a barriguinha.



O curioso é que aos poucos, ele foi entendendo por si próprio que há lugares em que esse ato não é apropriado. Em restaurantes, por exemplo, ele usa os talheres. E outro dia voltou da casa do amigo contando:



"Na casa do meu amigo tem uma regra que não pode comer com a mão".



"Nossa, e como você fez?"



"Usei o garfo". 
E fez silêncio para logo em seguida despejar: 



"Mas, mãe, que tortura! Eles só serviram comida que é uma delícia de comer com a mão!"



Caímos na risada. E fomos para a cozinha fazer um lanchinho. Que foi devidamente devorado com os dedos da mão, senhor capitão!



E que as vovós não nos vejam!






*imagem: http://www.calvin-and-hobbes.org/

13 comentários:

Josiane Caetano disse...

Seu filho é que está certo: comer com as mãos é uma delícia, acho que é por isso que os lanches, em nossa pressa do dia-a-dia, superam os pratos feitos. Comê-los parece ser mais natural...

Sofia disse...

Aqui o Leo também adora comer com a mão :) muito raramente usa os talheres. Quando foi para aprender ele adorava mas depois que ja os conseguia usar perdeu a piada e voltou a comer com a mão :)

natcatuogno disse...

Enzo também adora comer com as mãos, embora ainda não coma sozinho. Mas enquanto vou dando o alimento para ele, ele vai mergulhando as mãozinhas no prato, observa, brinca, pega, come, se diverte...

Acho ótimo deixá-los à vontade. O importante é se alimentar.

Regina O de Freitas disse...

"Meus filhos também adoram comer com a mão. O problema é que estão com 16 e 12 anos. Meu marido que beira os 60 também, ele ainda usa o dedão pra dar aquela empurradinha básica na comida para o garfo. Mas faço questão que coloquem o garfo e a faca na mesa para o jantar (é deles a função de arrumar a mesa) ainda que as facas fiquem limpinhas e vão direto da mesa para a gaveta depois da refeição. Mas uma coisa eu percebi, eles não usam a mão quando jantamos em restaurantes e espero que façam o mesmo na casa dos outros."

Tais Vinha disse...

Bom, vamos esperar que ao menos eles não façam isso na casa das amigas da mãe!

hahahahahahahaha!

Sharon Caleffi disse...

Tomás come com as mãos também... tem coisas que eu não vejo problema, pedaços de legumes e verduras, cenoura, beterraba, chuchu, deixo ele pegar com a mão na boa... mas feijão com arroz e macarrão fazem tanta sujeira...

carla disse...

Oi tudo bom?


Qual seu email para parcerias?


Obrigada

Tais Vinha disse...

Oi Carla, meu email está no meu perfil, mas ninguém nunca encontra...só os enviadores de spam, rs! taisvinha@terra.com.br

Bjs

Alexandre disse...

Não sabia disso....gostei!!!
vou multiplicar isso em minhas turmas.

(Mamãe) ~Pinel disse...

Eu já li a repeito disso de deixar a criança descobrir o alimento.
E, sabe como a Lara come lá em casa?
Joga a comida no chão (tapete de borracha devidamente limpo) com a colher, e depois, com a colher numa mão, vai pegando os grãos de arroz e colocando na colher, e as carnes vão direto pra boca.

Fazer o que? O importante é comer, né?

Hélio Dragoni disse...

Uma vez, em um encontro de jovens, fizemos uma dinâmica onde todos deveriam comer sem talheres, no almoço dentro de um restaurante movimentado. As reações foram totalmente diferentes mas da mesma forma extremas: alguns adoraram e outros repudiaram. O resultado me fez refletir sobre como as pessoas perdem o gosto por estes pequenos prazeres, esse contato meio mágico com a comida. Perdemos não só a habilidade em comer com as mãos, mas o gosto, o desejo e até a coragem. Esquecemos que comemos, por exemplo, a boa pipoca no cinema pegando-a nas mãos. E que delícia que é! Não compartilho isso para dizer que isso precisa ser feito sempre, mas apenas para dizer que existe normalidade em fazer as vezes.
No caso da criança, concordo com o que você disse e realmente acho importante permitir, sempre higienizando antes as pequenas mãozinhas.

Adorei este post! Parabéns pelo blog!

Tais Vinha disse...

Helio, vc sabe que existe um jeito em brasileiro de comer com as mãos que se chama "capitão". E era bem comum antes. A introdução dos talheres na nossa cultura é bem recente, se não me engano de uns 200 anos para cá. E ainda hoje, grande parte do planeta segue comendo com as mãos. Achei muito legal a proposta do encontro de jovens! Esse tipo de quebrada de paradigma sempre me encantam. Bjs!

Mariana - viciados em colo disse...

a avó dos meus filhos é adepta desta prática... eu que me agonio quando a comida é pequena demais... coisas de gente que estudou conceitos como eficacia e eficiência!
beijoca