9.5.11

Marina Silva, fique esperta!


Marina Silva, fique esperta!
  
Semana passada me deparei com uma das estratégias mais sinistras de formação de opinião que já vi na rede. Divulgo, porque acho que a informação é a melhor vacina contra os golpes da internet.

Alguém publicou um site (http://orgulhoverde.com) que, aparentemente, defende o meio ambiente e a não aprovação do novo código florestal. Aparentemente.

Olhando nas entrelinhas, tudo indica que se trata de uma ação obscura e muito bem planejada de marketing viral, plantada para causar inimizades e angariar simpatizantes justamente para o lado contrário: o de quem defende a APROVAÇÃO do novo código.

A estratégia mostra a que ponto alguns seres humanos chegam para conseguir formar sua opinião.  Daqui para frente, fique ainda mais cauteloso com o que você encontra na rede.

O site defende idéias radicais, meio temidas por quem não gosta muito de ecologista, como passar fome para poupar o planeta, não tomar banho para economizar água, desapropriações em massa no campo e a internacionalização da Amazonia. Até aqui, tudo bem. A internet é espaço de todos. Tem gente defendendo assuntos bem mais polêmicos.

Mas vejam as evidências que o tal site seja falso:

Não tem autor. O que já é para se desconfiar. Ambientalistas sérios defendem com orgulho seus pontos de vista.

Não tem contato. Um site de ativismo sem contato... já viram isso?!

Eles enviam spams (foi assim que o descobri). Tanto divulgando o site, como metendo o pau nele (sei...). Quando você dá uma busca no nome de quem mandou, não existe tal pessoa. E o email é obscuro. Já viu ambientalista sério mandando spam? E gente indignada manda email para amigos e conhecidos. Nunca spam.

O site está hospedado nos Estados Unidos. Parece que os autores não só não querem ser encontrados, como não querem se enquadrar na nossa legislação. O que é estranho para um site brasileiro, discutindo coisas do Brasil.

Os comentários dos leitores são respondidos de forma ofensiva e até com palavras de baixo calão, por alguém que usa nomes falsos e que, quando clicados, lincam para sites de phishing (fraude eletrônica). 

Resumo: tem tudo para ser um site que tenta denegrir o movimento ambiental sério. Esta semana, o alvo é a Marina Silva. Eles a "apóiam" por ter conseguido adiar a votação do novo código. O texto transparece a ira do autor, de forma velada. O toque de maldade transparece ao final do texto, como se a Marina também apoiasse virar anorético para poupar o planeta e outras bobagens.

Macacos me mordam se não é um viral. Um site feito de caso pensado para angariar inimigos para quem é contra a aprovação do novo código. Uma estratégia que visa instilar a desconfiança para com os propósitos dos ecologistas sérios, que nunca agem de forma tão obscura.

Vejam que o site linca para os principais ativistas sérios do país. Tem gente e instituições muito boas ali, aparentemente "compartilhando" dos pontos de vista irresponsáveis e ofensivos deles. Outra estratégia para confundir e denegrir. Não é só a Marina que precisa se cuidar.

Ao fim da visita, o internauta mais descuidado acaba achando que ecologista é um bando de "verde, maconheiro, irresponsável e sem noção" como muitos afirmam nos comentários.

E assim, acaba apoiando quem defende a aprovação do novo código. Que, se fosse bom, não precisaria deste tipo de ação para convencer ninguém.

A que triste ponto as estratégias de comunicação chegaram. 

9 comentários:

Hegli disse...

Chocada!
Vou verificar isso colega! E enviar para alguns amigos tb.
Bjus

Tais Vinha disse...

Hegli, tb fiquei chocada. Entra lá e me diga o que acha. Sua opinião é importante! Bjs!

Leonardo Xavier disse...

É Tais, tem gente que se aproveita de tudo. No entanto, eu acho que a internet também ajuda a desmascarar esses indivíduos de maneira bem mais rápida.

Luis P disse...

É triste, mas que eu saiba não tem nada de novo nisso. Essa "técnica" já é bem conhecida e corriqueiramente usada por algumas correntes e partidos políticos há quase 100 anos.

Letícia disse...

Pra você ver, o que as pessoas estão dispostas para ganhar dinheiro. A que ponto as coisas chegam para minar a defesa da natureza, florestas. A que ponto o ser humano chega: ardiloso. É até perigoso este tipo de denuncia...

Tais Vinha disse...

Oi Leonardo, achei que era a internet que favorecia este tipo de ação, mas pelo que o Luis comentou, o truque é antigo. Eu que não conhecia. Então vc tem mesmo razão. Agora dá pra saber antes. Bjs!

Tais Vinha disse...

Isso mesmo, Letícia, vale tudo. Bjs!

Bruno Rezende - Coluna Zero disse...

Ótima postagem Tais.

Há algumas semanas recebi um tweet me perguntando se eu já fazia parte deste "orgulho verde". Achei muito estranho, mas pela falta de tempo não tive nem como observar a proposta deles.

Depois de ler sua postagem e dar uma conferida no site, realmente é algo muito estranho e duvidoso. Vamos ficar de olho nisso aí.

Grande abraço,

Bruno Rezende.

Bueno disse...

Que baixaria!!! realmente!! pior é que nem adianta muito reclamar lá, porque eles filtram o que vai aparecer nos comentários! Absurdo!