25.5.10

A culpa é da mãe.




A culpa é da mãe.

Quando eles são bebês e choram pedindo colo, a culpa é sua porque acostumou mal.

Quando eles comem errado, a culpa é sua por não ensinar a comer direito.

Quando saem mulambos, a culpa é sua porque não vê como as crianças estão vestidas.

Se saem arrumadinhos demais, a culpa é sua por não deixá-los a vontade.

Se vão mal na escola, a culpa é sua por não acompanhar.

Se xingam, você não bota limite.

Se sentem sono, faltou disciplina.

Se apareceu cárie, você deixou comer porcaria.

Se resfriou, é porque você deixa andar descalço.

Se dão piti, falta pulso.

Se a doença rescindiu, você não cuidou direito.

Se pegou o carro escondido é falta de impôr respeito.

Se engravidou a namorada, é porque você não colocou juizo no feijão.

Aí um dia, por incrível que pareça, eles sobrevivem a nós e crescem. Viram gente grande. Lindos, donos dos próprios narizes, funcionários de bancos, pais e mães de família, autores de novela.

E quando você acha que, finalmente, a vida começa a lhe fazer justiça e a reconhecer sua participação positiva no processo, eles resolvem deitar no divã e fazer análise.

E a culpa, será toda sua.

28 comentários:

Anônimo disse...

Temos que realmente arrumar um outro termo para nós não? De onde será quem vem tanta culpa? Outro dia peguei o meu filho dizendo que a culpa era dele de alguma coisa sem motivo... Fiquei olhando, e pensando, nossa ele já pensa nisso! Como são sensíveis esses pequenos humanos! E disse para ele que quando eu pedi para Deus um filho, ele pegou as nuvens mais fofinhas, com os raios de Sol mais brilhantes e amassou e apertou até que... tchan! Ele nasceu, e era mérito dele eu ser tão feliz!
Temos que apagar a culpa da nossa vida, desde pequenos realmente!
beijos Dri

Lua Nova disse...

Adoreiii!!!! Absolutamente verdade! E faltam outras tantas culpas que, por falta de tempo e espaço nem dá pra mencionar. Impressionante como a gente só é responsável pelo que dá errado. O que dá certo é mérito deles mesmo.
Além do mais, não é porque a gente vira mãe que passa a ser perfeita, a não ter problemas e dúvidas. Fazemos o que podemos da melhor forma que sabemos, assim como nossas mães fizeram. No final, entre mortos e feridos, todos se salvam... rsrsr... Você bem que poderia passar no meu blog pra gente tomar um chocolate. Me daria imenso prazer.
Beijos.

PaulaZZT disse...

E quanto dessas culpas nào somos nós mesmas que criamos? Eu lendo, fiquei pensando, quantas e quantas vezes nào me peguei me culpando (ninguém mais me acusou de nada, só eu mesma) de várias dessas coisas!!!
Convenhamos que nesses tempos de sempre se procurar um culpado, quem melhor do que a mãe? Ou o pai, para alguns... Enfim, uma das figuras que te colocaram no mundo e te deram a base...
A Dri tocou num ponto importante, o Leo tb é super novo e esses dias tb veio falar que era culpado de algo. Isso doeu o coração, pensar em alguém tão pequeno já carregando culpa... E ai, claro, fiquei pensando onde errei? hahhaa, Culpa pela culpa... Ai, ai, ser mae...
Bjoks, estava com saudade dos seus posts.

Tais Vinha disse...

Pois é, antigamente o culpado era o mordomo. Hoje somos nós a carregar a culpa por todas as neuras do mundo. A gente deveria entrar em greve. "A quem interessar possa. Daqui pra frente só reproduzo se tiver um contrato de isenção de culpas a serem carregadas. A humanidade que se vire pra achar outro santo pra jogar as flechas. A partir de agora, a culpa é do pai, do Lula, do Bill Gates. Só não é da PQP que essa também é mãe e está de fora deste acordo. Ou minha. Att. mãe!" Bjs!

Renata disse...

Querida!
Só com muito, mas muito bom humor pra encarar o desafio da maternidade! rsrsrs
beijo!
Re

Paloma disse...

E vai ser sempre assim...hehehehe, O mundo a nos culpar, e nós a nos cobrarmos o tempo todo. bjo
Paloma e Isa

Tati Schiavini disse...

Desde que o mundo é mundo, e acho que até o final dos tempos, a culpa acompanhará as mães. Mas se somos felizes assim, fazer o quê?...rs.
www.comtdetati.blogspot.com

Dani Garbellini disse...

Como todo terapeuta é filho de uma mãe, será que a culpa é da mãe do terapeuta, que de tanta culpa que sentia, fez o filho acreditar que tudo era sua culpa????
:O
Beijos!

Andréa disse...

Oi, Taís!!!

Olha só que interessante: eu fiz um texto uma vez, falando exatamente sobre isso: que não devemos ficar botando a culpa de tudo o que temos de problemas em nossos pais, porque eles com todo certeza fizeram o que melhor podiam por nós. No meu texto, fiz questão de ressaltar um fator importante: "Ela (no caso, minha mãe) fez o melhor que podia e se não fez mais, foi porque tinha limitações: físicas, psíquicas, emocionais, estruturais, financeiras, intelectuais – como todos nós temos."

E veja que legal, Tais, fui lá buscar o texto e quem foi a primeira pessoa a comentar?? Foi você!!!! E isso em novembro de 2008... Muito legal, né?, essa troca incessante que a web proporciona. Se quiser ir lá reconferir, segue o link:

http://zdezebra.wordpress.com/2008/11/28/os-pais-os-filhos-as-escolhas/

Beijão, linda. Tudo de bom pra vc!!!

Andréa

ana isabel disse...

Se temos um filho obediente, saúdavel, etc, etc, é porque temos sorte. Mas se ele começar a apresentar algum problema, doenças, manhas e outros a culpa é da mãe. Claro!!!

Tais Vinha disse...

Andréa! Que coincidência! E o texto era mesmo lindo. Adorei a lembrança! Eu era uma bebê na blogosfera naquela época!

Ana, outro dia li que mãe de prêmio nobel, de atleta medalhista e de político de destaque, ninguém vai atrás. Agora deixa seu filho entrar com uma bazuca na ONU e matar uns 5 mil e, do dia pra noite, você vira celebridade e estrela de documentário: "o que deu errado?"

Dani, adorei! É sempre bom lembrar que terapeuta teve mãe! Vamos dar uma cata nela!
hahahahahaha.

Meninas, o bom humor é o que nos resta. Se o mundo acha que a culpa é nossa, vamos relaxar e errar a vontade! Acertando ou não, a gente tá na berlinda. Bjs!

Carolina Pombo disse...

Poxa, Taís, que bom saber que minha culpa é tão compartilhada! rsrsrs

Adorei o post! Nada que umas boas risadas não curem, né?

Beijos

Lia disse...

100% verdade. Escrevi algo parecido aqui: http://sacodefarinha.blogspot.com/2010/03/impossivel-nao-errar.html

Re disse...

Hahaha, adorei. MInha mae reclamava disso qdo eu fiz terapia, pq sempre que eu saia da sessao e dizia pra ela que eu era assim ou assado por culpa dela, hahaha.

Renata Rainho disse...

Tais eu sou um caso raro, faço terapia desde 2006 e a culpa é do pai!

Não adianta eu tentar colocar a culpa na mãe que o psiquiatra e a terapeuta sempre me corrigem!

César Pileggi disse...

Mulheres,

A culpa não para por ai...

Tudo que os maridos fazem de errado também é culpa de vocês.

Se perdemos a paciência é porque falam demais.

Se estamos irritados é porque não podemos aliviar o stress com o futebol (implicam com isso).

Se estamos entediamos é porque não podemos sair com os amigos (implicam também com isso).

etc...

etc...

etc...

Taís Vinha disse...

Renata! Manda carta pro Fantástico! A culpa é do pai?! Porque pai, até quando espanca, a culpa é da mãe que não toma uma atitude. Quando é putanheiro, a culpa é da mãe que aceita ser corna mansa e dá mal exemplo de relacionamento e auto estima aos filhos e por aí vai...

César, plis...não pare de escrever por aqui! Adoro seu bom humor machista com nossos dilemas maternos! hahahahaha. Vc tem razão: a culpa é mesmo nossa, por não termos ficado na ilha de Lesbos por resto da vida e encerrado esse negócio de casamento. Vc sabe o que é a ilha de Lesbos? Te dou 3 chances de acertar...não vale colar, hein!

Bjs!

Hegli disse...

Adorei!

Essa culpa que nos move... e nos consome.

Saudades de te ler Taís, tratando temas tão difíceis com tanto bom humor.

Bjão

PaulaZZT disse...

Isso ai César, tb gosto de ler seus comentários.
Mas sabe que existe uma coisa verdadeira por trás do que vc disse?
COnheço muitas que ODEIAM que o marido/namorado saiam para beber/se divertir com os amigos. O Leo sempre ouve dos amigos dele que não acreditam que ele me conta tudo, e que eu aceite... Já que vários mentem para poder ter 1 dia de relax com amigos. O que aumenta a neura... Mas afinal se eles não mentissem conseguiriam sair??? Enfim... Acho tudo isso tão doido... Estou para escrever sobre isso no Tentativa...

César Pileggi disse...

Não tenho a intenção de fazer humor e nem comentários machistas.

O que eu digo é engraçado só para vocês que não estão no nosso lugar para entender o que passamos.

Quanto a ilha de Lesbos, apesar do nome ser sugestivo, tive que pesquisar para saber do que se tratava.

Sinceramente, se todas as mulheres ficassem por lá acho que a proópria ilha se afundaria...

Beijos

Pimenta disse...

Maravilhoso!
bjo

Mamma Mini disse...

é tão isso! meu deus, porque será que mãe é esse bicho culpado né? rs ádorei, é super isso mesmo... pra mim, pra vc e pra todo mundo...bjs

Ju disse...

rs. Pior que é isso aí. Vc já leu meu post"é tudo culpa da mãe , já dizia Freud"? Lulu é hiperativa por minha culpa.O céus!www.lulunaodorme.blogspot.com

Renata Rainho disse...

Tá vendo meu caso é raro rs
Meu pai sempre abaixou a cabeça pra tudo. Mamei no peito até os cinco anos, dormi na cama de casal até os 6, a professora do pré pediu que eu não dormisse mais na cama com meus pais.

Ganhei cama no quarto da minha irmã, depois de um tempo trocamos eu e minha mãe, fiquei na de casal!

olha acho que vou falar na terapia, minha mãe é culpada por ser esperta e sempre dar um jeito de outra pessoa ficar com meu pai viu... rs

Marina Fiuza disse...

Very true!

(Depois deste post, estou seguindo e linkando.)

Tais vinha disse...

Oi Marina, bem vinda! Vc é mais uma mãe culpada? Sinta-se em casa...e obrigada pelo linque.

Bjs!

Tenikey disse...

Oi thais, obrigada por comentar la no meu bog, fiquei mto feliz, e estou aqui lendo seus posts e esse em especial eu adorei!!!
Voce disse tudo, e é verdade, vejo pelos olhos de mae e tb de filha (que muitas vezes culpei a minha mae).
mas eu acho mesmo que a culpa na verdade nao é de ninguem e que por mais que a genta faça e tente quem ensina de verdade é a vida!
estou seguindo aqui.

ps: posso transcrever seu post no meu blog? coloco os creditos pra você.

beijos

Taís Vinha disse...

Oi Tenikey, fique à vontade. Aqui estamos todas em casa. E quanto mais mães conectadas com emoções só nossas, melhor pra humanidade!

Bjs!