18.4.07

Grupo de pais



Aqui em São José dos Campos, estamos organizando um grupo de pais e mães pra discutirmos e trocarmos experiências sobre a árdua tarefa de criar filhos em tempos modernos. Como diz a Rosely Sayão, antigamente, os padrões educativos eram bem estabelecidos e os pais, pra bem ou pra mal, sabiam como agir. Hoje em dia, tudo é questionado, o mundo e as relações humanas mudaram muito. Estamos no meio de uma era de muita confusão. Eu pessoalmente acho que o resultado de tanta ebulição será positivo. Discutir e questionar padrões estabelecidos é sempre benéfico e necessário pra nossa evolução. Mas estar no olho do furacão é complicado e desgastante.

Daí a necessidade de fazermos trocas. De apoiarmos uns aos outros. Nosso grupo vai se reunir semanalmente na casa de uma amiga e contará com a mediação de uma psicóloga, especializada nas relações familiares. Iniciaremos lendo "Pais liberados, filhos liberados", um livro muito bom sobre a comunicação entre pais e filhos. De texto leve e cheio de exemplos corriqueiros (já me enxerguei em vários deles) o livro mostra que a convivência diária não precisa ser uma "guerra". Com técnicas simples e muito eficientes, podemos resolver de forma amistosa e produtiva os pequenos embates do cotidiano.

Nossa primeira reunião foi muito boa e deu para sentir a ansiedade e a necessidade que todos os presentes tinham em colocar para fora suas angústias e dúvidas. Torço muito pro nosso grupo dar certo. E para que melhoremos a nossa performance a cada dia.

4 comentários:

Telma disse...

Esse é o tipo de coisa bem legal! Gostaria de participar, pena que estou tão longe... É bom poder compartilhar experiências sobre uma questão, aprofundar estudos, trocar dicas valiosas... sorte das crianças porque terão, com certeza, pais "ainda mais melhores de bão"!

Ana Cláudia Bessa disse...

Caramba, que coisa legal.
Pena também que não posso me convidar....
Alguém do Rio por aí?
alguém?
Alguém?

Ana Paula disse...

Caramba, que coisa legal.
Pena também que não posso me convidar....
Alguém de Pira por aí?
alguém?
Alguém?

Silvia disse...

Taís, esse grupo ainda existe?